terça-feira, 22 de abril de 2008

Resposta do Desafio

Respondendo o desafio do Blog da Biazinha

Por que razão criou este blog e qual a razão de tê-lo mantido até agora?


Criei este blogger porque como sou uma pessoa que pensa demais e na maioria das vezes quando tento dizer algo, sou mal compreendido (quase sempre). E com o blogger tenho um espaço cujo tento ser o mais claro possível mesmo sabendo que na maioria das vezes mostro muita confusão, mas pelo menos não sou interrompido e consigo soltar tudo que está preso em minha mente. Quando comecei a escrever não sabia que seria tão revigorante soltar tudo em que penso (e olha que são muitas coisas) foi a descoberta de uma terapia .Escrevo sobre o que sinto, minhas revoltas, confusões, medos, paixões, sobre o que leio, meus preconceitos e as vezes até mando recados indiretos.

O que procuro no blogger de quem me passou o desafio?


Quando entro no blogger da Biazinha na maioria das vezes fico surpreso, pois uma pessoa tão jovem consegue ter um entendimento tão bacana sobre tantas coisas, apesar de na maioria das vezes eu dar umas alfinetadas nela (principalmente quando escreve sobre suas paixões), mas faço isso pra tentar mostra um outro ponto de vista.

REGRAS: (Isso eu Copiei)


As regras que regem todos os outros desafiados, seguindo a regra de bem viver na blogosfera:
1 - Responder ao desafio e passá-lo a outros bloguistas num número entre 7 e 9, dizendo porque os seguem;
2 - Enviar selo do desafio; (não faço a mínima idéia de que selo se trata, por isso também não o vou passar)
3 -Matar a curiosidade e dizer o que procuram no blog que vos passou o desafio.

Meus Indicados:

• Nininho Navalha
• Palavras sem Fronteiras
• Pitacos da Naninha
• Balaio de Gato
• Verso sem Rima
• Fragmentos de Pensamentos
• Jlou Things

(Leia Mais...)

quarta-feira, 16 de abril de 2008

Complico Demais?

Esse é um ano que completo ¼ de século uma idade crítica, pois essa é a hora das coisas acontecerem ou acerto agora, ou pode ficar tarde demais e o motivo de estar escrevendo isso e que cada mulher que conheço me surpreendo como cada mulher é única, única em suas belas virtudes e nas não tão belas, podem estar pensando: Nossa só agora que ele acordou? Mas não. Só que a dúvida me assusta, o fato de não saber com quem estou lidando me corrói e me deixa curioso. Como sempre digo: Sou apena um cara que tem muitas teorias em um mundo tão simples.
O que fazer quando você conhece uma mulher que lhe parece ser uma pessoa bacana? O que fazer quando essa mesma pessoa começa a contar histórias demais? E se essas mesmas histórias parecem ser no mínimo controversas? E se essas controversas começarem a fazer você a questionar se a pessoa em questão é realmente bacana?
Bom estava nessa situação e resolvi da forma mais covarde, porém infalível, se você quer quiser fazer uma mulher desencanar de você no começo sem dar um fora (a forma mais covarde) você recorre a paixão louca, mas tem que ser o mais convincente possível, que só assim ela desencanara pelo menos por um tempo. E fiz isso porque tinha dúvidas, muitas dúvidas, não entendo o porquê que uma mulher prefere omitir ou mentir a ser totalmente sincera, dica: Por pior que seja a verdade, sempre diga a mesma. Sei que é no mínimo contraditório eu dizer isso, pois acabei de mencionar que menti sobre minha paixão, mas fiz isso porque não consegui falar, não tive a oportunidade e a desconfiança é muito pior do que fiz, sei também que um erro não justifica o outro, mas enfim na sou perfeito e essa foi a melhor forma que encontrei.
E lhes digo a verdade, se em algum dia tiver a oportunidade de conversar olho no olho, direi tudo que penso mesmo porque gosto dela, tava até curtindo, mas tem hora em que você tem que parar e pensar em um bem comum. E tudo que fiz foi baseado em palavras dela, pensando em não magoa – lá porque posso estar enganado.
Parece muito confuso né? Mas essa é a vida de uma cara que pensa demais.
Ninguem merece. Rs.

(Leia Mais...)

quinta-feira, 3 de abril de 2008

Uma Bela Descoberta

Ontem tive o prazer de ler uma crônica do daquelas que gosto, chego a sentir prazer em ler, o autor muito tímido, não me autorizou a colocar o nome verdadeiro, mas não importa, o importante é que ele tem muito futuro se continuar a escrever, fazia tempo que não lia algo com tanta qualidade.
Devem estar pensando, nossa quanta rasgação de seda, mas eu fico muito feliz quando vejo uma coisa boa de um assunto tão simples e de uma pessoa que não imaginava que escrevesse tão bem, bom chega de rasgação agora leiam a crônica.

RESOLVI MATAR O TEMPO(Por Lebasi)

Desde que me conheço por gente,escuto as pessoas falando tempo disso, tempo daquilo, não tenho tempo, falta tempo, inclusive nos ensinam que ele vive passando, que você jamais controlará, sempre deixando sua melhor fase no passado, te deixando fraco, enrugado, doente...
Acende-se um cigarro não há mal, mas logo dizem “Ahhh, mas com o tempo, (em seguida uma conseqüência terrível)”.
Parando pra pensar seria uma espécie de ‘bicho papão”, que nos persegue e impregna em nossa carne, e até na alma, ao longo dele mesmo.
Até que fui crescendo, e ainda convivo com ele, já me livrei da cuca, do bicho papão, homem do saco... Mas o tempo, não..., nunca nos cantaram musiquinhas sinistras para nos alertar dos seus ataques e perigos. Com isso, nos tornamos adultos despreparados, e vítimas do tempo ao longo dos anos (anos, melhores amigos do tempo). Mesmo que você se tranque em uma torre, com todos os exércitos do mundo, e mesmo gozando de boa saúde, não tenha dúvida, o tempo irá te levar.
Até que hoje, resolvi matar o tempo. Hoje como de costume, veio me ameaçar. Durante a aula na faculdade, o professor nos pede um trabalho, -“pra quando?”. -“Amanhã”. –“Mas professor, não dará TEMPO”. Ahan! Como não matá-lo, o tempo, claro. E esta é a prova do meu crime, diante de mais um duelo, desta vez eu puxei o tapete, e olhe, quem fez o trabalho por mim, sim, ele, o próprio tempo.
Mas ihhh, eu achando que já tinha ganhado, e ele esta aqui de novo, me passando a perna, afinal, já é tarde, será que o pouco tempo de sono me fará mal, será que dará tempo amanhã?
Ahh me rendo! Mudei de idéia, não há vilão como ele, ele é imortal, até o Super-Homem não agüenta com ele.
Resolvi fazer melhor, me aliar, como fiz com alguns anti-heróis da minha vida, sim, a chapeuzinho vermelho, por exemplo, uma tonta, metidinha a espertalhona, sem contar a Cinderela, tem serzinho mais “trapinho”?
Aliada ao tempo tenho algumas vantagens, posso usufruir e até tirar proveito dele, utilizo ele apenas para, curar desilusões, matar saudades... E como todo fato bem superado posso até falar mal dele um pouquinho também, com ar de superioridade “Oh tempinho q passa rápido”, tonto esse cara, correr pra que? Bom, pelo menos eu acredito na eternidade. Mesmo ele nos querendo passar a perna, deixa escapar coisas boas, como todo vilão, passa uma lição.
Mas, ter medo de não dar tempo, jamais. E tem outra, eu até concordo dele ficar por aí, mas querer mandar em mim, não. Este é meu acordo. Nessas ele não me pega mais. Pode reparar, quanto mais você corre, mais ele corre também, ele é competitivo, melhor deixar ele, bobinho, tadinho.
Só não saiam espalhando, porque vou fingir, que não estou vendo ele passar, ok?Até que ele é legalzão, mas melhor esnobar, vai que ele abusa.

(Leia Mais...)